segunda-feira, 25 de junho de 2012

O INCENSO - Oferecendo incenso ao Eterno





O Incenso desde a antigüidade é oferecido a deuses, como vemos nas Escrituras Sagradas. Acontece que o Eterno, sendo o DEUS verdadeiro, pede a seu povo que se chama pelo Seu Nome, que lhes sejam fiéis e lhe ofereçam o Incenso puro como ao único EL (D-us) verdadeiro.
          O Eterno por diversas vezes, usou seus profetas para corrigir o seu povo, que estavam queimando incenso a outros deuses. E o pior, esqueceram de queimar ao EL (D-us) de Israel.
          Talvez os amigos que estão acompanhando esta leitura nem imaginem a tristeza que causamos ao nosso EL (D-us), ao não lhe oferecermos esta sagrada oferta.
          O nosso objetivo neste estudo é despertá-los para este pensamento, e que refletindo sobre o que demonstraremos nas Escrituras possas também queimar o incenso ao EL (D-us) Único.

          O Eterno deseja a oferta do Incenso

          O Eterno no Monte Sinai, disse que daria os seus Mandamentos para nos ensinar; e logo tratou de orientar a Moisés a fazer a sala de aula, isto é, o Tabernáculo.
          "Faça-me um Tabernáculo e habitarei no meio de vós."
          E foi através dos utensílios do Tabernáculo, que as Escrituras Sagradas fala do Incenso. Êxodo 25:6,29:
           "Farás também um altar para queimardes nele o Incenso. Êxodo 30:1
           O Incenso que era oferecido entre as duas tardes, seria o Incenso contínuo perante o Eterno, pelas gerações. Êxodo 30:8
          O local do incensário era da Arca do Testemunho. Êxodo 40:5
          A primeira vez que se ofereceu Incenso no Tabernáculo, encontra-se em Êxodo 40:27, que diz... como o Eterno ordenara a Moisés .

          O Incenso aplaca a ira do Eterno

          Corá, Datã e Abirão, e mais duzentos e cincoenta homens, foram contra as autoridades de Moisés e Arão, querendo ser eles os dominadores do povo de Israel.
          Moisés para provar a quem o Eterno se agradava na direção do povo, fez um desafio através da queima do Incenso. Falou ao grupo de Corá, que deveriam oferecer o Incenso ao Eterno, e Arão e seu grupo, fariam o mesmo, para ver a quem o Eterno escolheria. 
          O Eterno escolheu á Árão; e alguns do povo murmuravam. Então o Eterno mandou uma praga no acampamento, aonde morreram 14.700 pessoas.
          Moisés pediu rapidamente á Arão, que queimasse o Incenso ao Eterno no meio do povo; e logo a praga cessou. Moisés poderia se utilizar de várias coisas, como a oração... Mas foi através do Incenso que houve a libertação. 
          Moisés sabia o valor do Incenso, o que ele causaria nos sentimentos do Eterno. Números 16.
          Aproximadamente 500 anos após a saída do Egito, Salomão construiu o Templo ao Eterno. E quais eram as suas intenções? Ele diz que, está pronto para edificar a Casa ao Nome do Eterno meu D-US, e lha consagrar para queimar perante Ele o Incenso... e completa mais adiante ... E quem sou eu para lhe edificar a Casa, senão para queimar Incenso perante Ele? II Crônicas 2:4 e 6.
          Viram como Salomão, sendo o homem mais sábio do mundo, achou que o Eterno se agradava do Incenso?



por . pr  max 

2 comentários:

  1. Parabéns querido tenho certeza que tudo é e sempre será para honra e glória de Deus. Gostei do Blog.

    ResponderExcluir